Conversando com as paredes.O que levar em conta ao planejar a decoração

A decoração das paredes e espaços da EBI – Escola Bíblica Infantil, além de produzir um efeito visual agradável, revela de forma evidente o tipo de trabalho educacional de qualidade que ali se realiza.

Algumas idéias sobre como obter esse efeito: Simples, basta evitar duas situações, infelizmente, muito comuns: colocar a “marca do adulto” em toda parte, em vez de ressaltar as produções das crianças; e manter o espaço pobre visualmente.

DEIXE A “MARCA DA CRIANÇA” APARECER MAIS E MANTENHA A DOS ADULTOS EM SEGUNDO PLANO.

O excesso de figuras, personagens, desenhos confeccionados por adultos demonstra que naquele espaço a expressão da criança não está sendo devidamente valorizada. É natural e saudável que queiramos decorar a nossa sala da forma mais bonita possível. Também é gostoso confeccionar cartazes e cenários que vão agradar às crianças. O problema acontece quando a nossa intervenção é a mais importante e os desenhos, as pinturas e outras produções das crianças ficam em segundo plano. Paredes onde apenas os trabalhos dos adultos são exibidos estão dizendo à criança: “Você é ainda muito pequena para produzir alguma coisa que valha a pena ser mostrada”.

Diante de materiais como pinturas, desenhos, colagens, modelagens, murais e outros elementos que ficam expostos no ambiente da EBI, procura-se observar o seguinte:

– Quem participou mais da confecção, o/a educador / a ou as crianças?

– Em que medida essas produções contam o que tem sido realizado com o grupo de crianças?

– Estão em que altura?às vezes, ficam tão altos que as crianças não conseguem vê-los. (alguém pode dizer: se colocarmos embaixo, as crianças vão mexer e estragar! Mas faz parte do trabalho do educador cristão ensiná-las aos poucos a preservar o que está disposto na sala de aula).

É também papel da EBI, estimular a criatividade das crianças, a decoração deve contar sempre com a participação efetiva das crianças, mesmo das muito pequenas.

INVISTA NA CRIAÇÃO DE UM ESPAÇO VISUALMENTE RICO

– Outra situação que ocorre com frequência é encontrar um espaço seminu, com um cartaz com um aviso ali, um desenho confeccionado pelo educador do outro lado, e pronto. As paredes estão nos dizendo: “Aqui as pessoas estão trabalhando desmotivadas; não sabem muito bem o que propor às crianças”. Nesses ambientes predomina uma certa tristeza. Muitas vezes os adultos nem tempo para pensar em organizar o espaço que têm, pois ficam o tempo todo correndo de um lado para o outro, “cuidando das crianças”.

REFERÊNCIA: Coleção Trocando em Miúdos  as diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Vol. 4 – p. 16-18

ADAPTAÇÕES: Taty Amaral

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s